terça-feira, 17 maio 2022

Vida vale mais que folia!

Por Luiz Carlos Motta*

O Carnaval é uma boa oportunidade para o descanso. Principalmente agora que ainda não saímos da pandemia. O Brasil observa uma redução na média móvel de casos positivos da doença, mas a de mortes ainda permanece em patamares preocupantes.

Por isso, é importante continuar evitando aglomerações. Mesmo sem as autorizações para desfiles, blocos e bailes, existe o risco de festas clandestinas. Esse risco está sendo alertado pela imprensa de várias cidades. É preciso, portanto, resistir à tentação de entrar nesses locais ou integrar eventuais aglomerações nas ruas ou diante de bares.

Vacina

É preciso prevenir. Depois não adianta chorar. Tenho acompanhado diariamente o drama das vítimas e de seus amigos e familiares. Mesmo estando vacinado é possível pegar a Covid-19. Os vacinados costumam ter sintomas e comprometimentos menos graves do que os não vacinados. Mas a preocupação é muito grande devido aos efeitos colaterais que têm sido registrados em ambos os casos.

Levo a questão da saúde muito a sério. Por esse motivo, com o advento da variante Ômicron, mantivemos suspensas as atividades dos Centros de Lazer mantidos pela Fecomerciários em Avaré e Praia Grande. A vida vale mais do que alguns dias de folia.

Durante minhas andanças pelo interior tenho cumprido meu papel de homem público, reiterando as recomendações da Organização Mundial da Saúde. Você pode nos ajudar nessa missão. Aproveite esses dias livres para dar uma lição de respeito ao próximo: estimule quem ainda não tomou a primeira dose a fazê-lo o mais rápido possível e aqueles que já tomaram uma ou duas doses, para que fiquem atentos ao calendário. A proteção de um é a proteção de todos. Por este motivo, as crianças maiores de 5 anos também devem ser levadas para tomar a vacina.

Máscara e gel

Mas só a vacina não é suficiente para proteger contra a Covid-19 e suas variantes. É preciso continuar usando as máscaras da forma correta, principalmente em ambientes fechados. Não adianta andar com a máscara no pescoço ou deixando o nariz de fora. O assunto é sério. Tenho observado também que o álcool em gel desapareceu de alguns estabelecimentos comerciais, como postos de gasolina e alguns supermercados. Nesses locais, nem sempre o álcool em gel está disponível para desinfetar os carrinhos de compra. Ande sempre com a sua embalagem com álcool em gel no bolso para estar mais seguro.

Resista aos apelos para participar de comemorações nestes dias. Pense na sua família. É melhor passar um Carnaval sem comemoração e garantir os dos próximos anos. E não deve demorar muito para que a liberação ocorra.

A boa notícia é que o Fórum Nacional de Governadores, estima que, depois do carnaval, o Brasil avançará na imunização. Com isso, será possível rever as determinações para o período de pandemia. Precisamos estar vivos até lá!!!

*Luiz Carlos Motta é Deputado Federal (PL/SP) e presidente da Federação dos Comerciários do Estado de São Paulo (Fecomerciários)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *