terça-feira, 17 maio 2022

O ESPORTE COMO MEIO DE INCLUSÃO SOCIAL

Por Luiz Carlos Motta*

 

A realização dos Jogos Olímpicos de Inverno na China deve significar mais um estímulo para investimentos em esportes, tanto pelos governos como pela iniciativa privada e instituições do terceiro setor. A competição termina no dia 20 de fevereiro

Aliado da educação, o esporte tem uma função importante, principalmente entre a população mais carente: tira crianças e adolescentes dos maus caminhos, recupera a autoestima, promove a integração e, comprovadamente, revela talentos para disputas nacionais e internacionais, como a que se realiza agora na capital chinesa, Pequim.

Muitos dos atletas que você vê hoje pela televisão, competindo em alto estilo, nos mais variados torneios, passaram por pequenos clubes em suas cidades e, ali, iniciaram, com muita dedicação, uma longa trajetória nem sempre marcada só por vitórias.

Com muita alegria e emoção tenho observado em minhas visitas às cidades do interior paulista que, além dos benefícios que a prática esportiva traz à saúde e ao desenvolvimento de crianças e adolescentes, ela também é um importante fator de inclusão social. Os treinos, que são gratuitos e qualificados têm formado atletas de alto rendimento.

Os exemplos de sucesso se espalham pelo Estado. Recentemente, constatei a evolução das equipes apoiadas pela Fecomerciários: Tupã Basquete, Avat (Vôlei) e Apan (Natação). Iniciativas como essas, igualmente elevam a autoestima da população, que se orgulha de ter representantes do esporte levando o nome da cidade para todo o País.

 

Esporte e Lazer

 

Esporte e lazer formam uma dupla perfeita para a valorização do ser humano. Por isso, há vários anos, venho investindo fortemente na expansão do Centro de Lazer dos Comerciários em Praia Grande, um dos maiores complexos do país, no litoral paulista e no Centro de Lazer dos Comerciários, em Avaré, que contempla o EcoResort, com confortáveis apartamentos e o EcoCblue Acqua Park, formando um dos sistemas de esporte, lazer e cultura mais completos do Brasil.  São nesses centros que as famílias encontram qualidade de vida, tendo o esporte e o lazer como protagonistas e onde muitos atletas são despertados para uma bem sucedida jornada.

 

Recursos

 

Com o apoio de uma competente equipe de profissionais, consegui levar essa experiência sindical com o esporte para o Congresso Nacional.  De 2019 a 2021, destinamos para um grande número de municípios paulistas, quase sete milhões de reais de recursos do Governo Federal e do Governo Estadual, para o fortalecimento de projetos esportivos. Esses recursos estão sendo usados em  várias benfeitorias, tais como, reforma de quadras e de campos de futebol,  compra de material esportivo, além de capacitação de equipes técnicas.

Estou convencido que ao final da pandemia, as atividades esportivas voltarão com força total. A Covid-19, por um lado afastou os atletas dos treinamentos, devido à proibição de aglomerações, mas, por outro lado, abriu espaço para as reformas e revitalização de locais que agora já estão voltando a ser procurados, como uma importante porta de entrada para aqueles que querem, por meio do esporte, dar uma guinada em suas vidas.

 

Luiz Carlos Motta é Presidente da Fecomerciários e Deputado Federal (PL/SP).

https://portalfecomerciarios.org.br/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *