sexta-feira, 27 novembro 2020

A importância da Mãe – Como medir? – Palavra do Presidente

Algumas coisas estão além de nossa capacidade humana. São coisas reservadas aos deuses ou, para um cristão como eu, ao Deus Supremo, Criador do Céu e da Terra. Mensurar a importância da figura da Mãe na sociedade e, principalmente, para a família é uma dessas coisas absolutamente furtivas à nossa capacidade. É atributo de Deus, é maior e mais profundo que nossa tola e vã filosofia.

Da mãe, nascemos, sejamos homens ou mulheres. Da mãe viemos e dela somos parte, numa ligação tão forte e envolvente que é impossível explicar e numa interdependência que dura uma vida toda, pois um filho, por que mais que avance em idade, sempre será uma criança aos olhos da mãe.

Para nossas rainhas devemos carinho, respeito, veneração. Mais que um presente físico,  sempre  bem vindo e significativo, vale um pensamento, uma oração, um abraço carinhoso, um afeto verdadeiro em reconhecimento a todo sacrifício que certamente elas fizeram para viver menos a  própria vida em função de uma vida melhor para nós.

Neste Dia das Mães, o Sinecol se alinha a todas as campanhas e a todos os cumprimentos dedicados às Mães brasileiras e de todo o mundo. Alinhamo-nos às orações para as mães carentes, para as mães em situação de rua, as adoentadas nos leitos de hospitais, as  abandonadas, as idosas ou mesmo as que hoje nos assistem no plano espiritual, seja qual for a orientação religiosa.

Sabemos que muitas de nossas comerciárias já são mães. A elas, redobramos o carinho e as homenagens, pois fazem parte de uma categoria de grandes guerreiras. Neste seu dia especial, que não faltem sorrisos, abraços verdadeiros e toda sorte de alegrias.  Um estrondoso viva a elas, e a todas as Mães!

 

Paulo Cesar da Silva

Presidente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *