terça-feira, 24 Abril 2018

Sobre a nossa Convenção Coletiva de Trabalho 2017/2018

Apesar de nossa  data base ser  1º de Setembro passado, já estamos em fevereiro, após intenso labor e dedicação dos comerciários no mês de dezembro e às portas do Carnaval, e ainda não chegamos a  um consenso com os representantes patronais.  Como já dissemos em outras oportunidades, o nosso pedido, é totalmente plausível,  que inicialmente era na ordem de 5%, que já concordamos em reduzir para 3%, em contraponto aos ínfimos 1,73% oferecidos pelo Sicomércio Limeira, índice com o qual jamais concordaremos e não vamos aceitar.

Depois de termos feito muitas reuniões sem êxito, resta-nos apelar publicamente aos companheiros do Sicomércio e aos senhores empresários para que se conscientizem da necessidade de valorização da mão de obra comerciária, valorização que refletiria em resultados mais expressivos para o Comércio em geral. Havendo essa valorização do trabalhador comerciário, isso certamente refletirá como um exemplo positive para todas as categorias, representando um significativo avanço na relação capital e trabalho e certamente gerando um impacto positivo no giro comercial e, consequentemente, na produtividade como um todo.

Queremos “fechar” uma convenção coletiva de trabalho o mais rápido possível,  desde que seja  digna para nossos representados.

Aguardamos, ainda, que impere o bom senso e que cheguemos a um bom acordo ainda neste mês de fevereiro.  Pedimos que a categoria esteja conosco nesse momento de negociação, a qual não medirá esforços para sua mobilização para que, a uma só voz, os milhares de comerciários representados pelo Sinecol demonstrem mais uma vez a sua força e união.

Um grande abraço!

Paulo Cesar da Silva
Presidente do Sindicado dos Empregados no Comércio de Limeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *